Cartas Oportunas sobre o espiritismo - Por Luiz de Mattos





CARTAS OPORTUNAS

sobre espiritismo
  
14a Edição

1991

EDIÇÃO ESGOTADA

Sumário


Prefácio

Ao reeditarmos esta coletânea de artigos e cartas de Luiz de Mattos, publicados na imprensa desta Capital, sentimo-nos no dever moral e de consciência de não calar a Verdade pregada e praticada pelo fundador do Racionalismo Cristão, verdade que fere e caustica muitas almas transviadas do bom caminho, para forçá-las a meditar sobre as coisas sérias da vida, entre as quais a prática abusiva do espiritismo.
Pelo seu conteúdo eminentemente esclarecedor e, pois, de combate, não aos homens, mas aos seus erros, compreende-se que este livro não possa ser bem acolhido nos meios melosos do espiritismo não científico, cujos praticantes se sentem feridos na sua vaidade de pontificadores de incautos.
Que nos importa, porém, o que pensam esses pobres ignorantes da vida real, se a finalidade desta obra não é fazer comércio, não é explorar a ignorância ou a credibilidade de quem quer que seja ou alijar criaturas de certas posições, para que outras as ocupem?
Cartas oportunas é obra elucidativa que tudo esclarece sobre espiritismo, mostrando a espíritas e não espíritas o perigo que representam as atuações desordenadas, ainda que feitas com as melhores intenções.
Nos artigos e cartas de Luiz de Mattos, reproduzidas neste livro, usou ele, em muitas delas, linguagem causticante, para alguns dos seus críticos, demasiadamente forte. Mas para quem, como ele, conheceu de perto os praticantes da Magia negra, muitas vezes oculta insidiosamente sob a capa do espiritismo, tais expressões se justificam plenamente, principalmente se levarmos em conta que almas inveteradas no crime astral ou terreno só acicatadas pela dor despertam da embriaguez em que vegetam, rompendo a nuvem negra que as envolve.
Luiz de Mattos foi sempre, na sociedade e na família, um perfeito diplomata, um fidalgo no porte e no trato, mas a sua alma boníssima era como a de todos que se batem por causas justas: vendo a maioria da humanidade resvalar para a prática do mal, escrava de paixões e sentimentos inferiores, dominada pela ideia do gozo puramente material e movendo-se num círculo de honrarias e vaidades tolas, revoltava-se contra tanta materialidade e deixava-se invadir por uma espécie de nostalgia, um desejo de retornar – ele que era, e continua a ser, um espírito de elevada evolução – ao seu mundo de luz.
Não fora um ser esclarecido, com a consciência, já nítida, da missão que o trouxera à Terra, e se teria deixado talvez vencer pela ânsia de desprender-se da matéria, para ascender ao plano Astral Superior.
As duras verdades contidas nesta obra não devem, pois, inspirar qualquer sentimento de revolta ao leitor, seja qual for a sua maneira de encarar o problema, e não o inspirará, certamente, se considerar que Luiz de Mattos não escreveu por simples passatempo, mas para transmitir à humanidade um pouco do muito que sabia da vida.
Se a sua palavra parecia seca, dura, causticante, a sua alma era transbordante do calor e vida com que envolvia a todos, porque só o bem desejava ao próximo.
Ele verberava para fazer doer e curar, e por isso aqueles que se sentiam atingidos pelas suas verdades, que não podiam refutar, o chamavam de inimigo. Não deixavam de ter certa razão, porque se não era inimigo das criaturas, era-o do que elas praticavam: a mentira e a exploração em nome de Jesus.
Luiz de Mattos deve ser visto, através desta obra, como o Pai austero que censura o filho por vê-lo transviado do bom caminho, mas que, sabendo-o em sofrimento ou já regenerado, vai ao seu encontro, e só se lembra do que precisa fazer para proporcionar-lhe felicidade e bem-estar.
Despeitos, prevenções e ideias preconcebidas devem, pois, ser postos de lado, quando se lê esse livro.

OS EDITORES

Noções de Racionalismo Cristão - Dr. João Baptista Cottas

Noções de Racionalismo Cristão - Dr. João Baptista Cottas

Endereço para correspondência
Centro Redentor
Rua Jorge Rudge, 119 – Vila Isabel
20550-220 Rio de Janeiro, RJ - BRASIL

Internet Racionalismo Cristão




AO LEITOR

Este folheto é destinado aos que se iniciam no estudo do RACIONALISMO CRISTÃO.
Escrito em linguagem acessível, tem como objetivo preparar o iniciante em assuntos espiritualistas para a compreensão de uma Filosofia Espiritualista que, pela sua simplicidade, se vem impondo aos estudiosos da vida fora da material.


O RACIONALISMO CRISTÃO é ciência e, como tal, há necessidade de o estudioso, antes de iniciar a leitura de seu livro básico – também denominado Racionalismo Cristão –, familiarizar-se com a definição e significação dos termos nele empregados.

Os iniciantes e os que pretendam orientar a vida pelos princípios racionais e científicos, naquele livro explanados, encontrarão neste trabalho explicações simples, despretensiosas, mas necessárias àquele desiderato. Dr. João Baptista Cottas - Médico


A Filosofia Espiritualista

– O que é o RACIONALISMO CRISTÃO?
– O RACIONALISMO CRISTÃO é uma filosofia essencialmente espiritualista que trata da evolução do espírito e tudo explica dentro da razão, do raciocínio, da ciência e da Verdade explanada por Jesus.

– Qual a finalidade do RACIONALISMO CRISTÃO?
– A finalidade do RACIONALISMO CRISTÃO é esclarecer, espiritualizar, educar, instruir, levantar as almas combalidas, fortificar os corpos enfraquecidos, combater os vícios e ensinar a criatura a ser justa, valorosa, honrada, simples e verdadeira.

O
RACIONALISMO CRISTÃO não é religião nem seita. É uma escola filosófica de caráter espiritualista. Explana princípios que ajudam o ser humano a regenerar-se de seus maus hábitos e fornece meios para que ele se esclareça sobre o que seja a vida na Terra e a razão de nela estar.

Assim surgiu o Racionalismo Cristão - Por Antônio do Nascimento Cottas


ASSIM SURGIU O RACIONALISMO CRISTÃO

Por Antônio do Nascimento Cottas

Luiz de Mattos desencarnou no dia 15 de janeiro de 1926, quando completava, exatamente, 66 anos e 12 dias de vida física.

Seu nome todo era Luiz José de Mattos Chaves Lavrador, mas assinava simplesmente, despretensiosamente, Luiz de Mattos.

Nascido na Vila de Chaves, Província de Trás-os-Montes, Portugal, a 5 de janeiro de 1860, era filho de José Lavrador, natural de Orence, Província da Galiza, Espanha, descendente, em linha reta, dos fidalgos Lavrador, e de D. Casemira Julia de Mattos Chaves, que descendia, por sua vez, dos grandes lutadores e fidalgos Mattos Chaves – fundadores da linda, hospitaleira e salubérrima Vila de Chaves (hoje cidade).

Aos 13 anos, em 1873, veio para o Brasil, desembarcando no Rio de Janeiro, onde o esperava o seu irmão Victorino de Mattos Lavrador, negociante em Santos, que o internou no Colégio São Luiz, em Botafogo, para seguir os estudos.

O desejo, porém, de Luiz de Mattos era ir para Santos, no Estado de São Paulo, para ficar em companhia de seus tios Victorino e João de Mattos Chaves.

Partiu, assim, autorizado por seus tios, para essa cidade, tempos depois, onde se empregou em importante casa de estivas – secos e molhados no atacado – e da qual se passou, mais tarde, para o comércio de café, desenvolvendo aí grande atividade.

Dotado de uma inteligência invulgaríssima, tudo assimilou com incrível facilidade, neste novo rumo de comércio, nada havendo que Ele não soubesse fazer com perfeição, inclusive ensacar, empilhar, separar e qualificar o café.

Seus chefes, que muito o estimavam e admiravam, despacharam-no para o interior de São Paulo e Minas, com a incumbência de comprar e obter consignações de café.

Livro do Racionalismo Cristão - Por Luiz de Mattos

Racionalismo Cristão - Por Luiz de Mattos





Livro essencial atual - editado pela Filosofia Espiritualista Racionalista Cristã na 45ª. edição.  Livro impresso a disposição de todos no site do Racionalismo Cristão.

Ou no endereço Casa-Chefe - Telefone (21) 2117-2100
Rua Jorge Rudge, 119 – Vila Isabel
20550-220 Rio de Janeiro, RJ - BRASIL






Racionalismo Cristão - Por Luiz de Mattos

Observamos que esta publicação da 43ª. edição, é apenas uma homenagem histórica dedicada a filosofia espiritualista Racionalista Cristã! Dessa forma, as pesquisas relativas, devem ser realizadas na última edição disponível no site do Racionalismo Cristão.

43ª. edição
Centro Redentor
Rio de Janeiro
2004



Originalmente, a obra foi publicada em 1914 com o título Espiritismo Racional e Scientifico (christão), conservando-o até 1940, ano da 14ª edição.

partir da 15ª edição (1942), é impressa com o título atualRacionalismo Cristão.
texto da orelha foi escrito em 1958, ano da 21ª edição.

Ciência Espírita - Por Dr. Antônio Pinheiro Guedes


Ciência Espírita - Por Dr. Antônio Pinheiro Guedes


Livro editado pela Filosofia Espiritualista Racionalista Cristã
A disposição de todos no site do Racionalismo Cristão
Ou no endereço Casa-Chefe - Telefone (21) 2117-2100
Rua Jorge Rudge, 119 – Vila Isabel
20550-220 Rio de Janeiro, RJ - BRASIL


Sobre o autor e o livro
(8a edição, 1992)

É provável que muitos não saibam quem foi Dr. Pinheiro Guedes, cuja projeção no movimento espiritualista vem ainda do tempo do Império.
Pinheiro Guedes, médico na Corte, oficial do Exército, foi Senador da República, justamente quando se instalou a Assembleia Constituinte de 1890, que elaborou a primeira Constituição Republicana do Brasil. Era Pinheiro Guedes, nessa ocasião, representante de Mato Grosso, ao lado de Joaquim Murtinho. Da independência de seu caráter e sinceridade de suas convicções, é prova o fato de haver Pinheiro Guedes, com Ângelo Torterolli e outros espiritualistas da época, encabeçado uma comissão que foi à presença de Pedro II oferecer uma coleção de obras espíritas ao magnânimo Imperador do Brasil.
Ciência Espírita prova de início, que a Medicina se originou do espiritismo e demonstra a perfeita entrosagem entre o corpo, que o médico trata, e o espírito, que preside a formação desse corpo, desde a sua fase inicial. Daí a extraordinária vantagem do médico que, possuidor da ciência humana, é também conhecedor da ciência espírita. Nesta ordem de ideias, o Dr. Pinheiro Guedes é de uma clareza admirável, e se torna irresistivelmente fascinante quando explica, sob a luz da ciência espírita, os fenômenos comumente designados como histerismo, loucura e outros.
Ciência Espírita analisa e expõe à origem, a natureza e a evolução da alma, a criação das matérias, o papel de átomos e células, a formação dos seres, a força psíquica, etc., uma série de temas interessantes, proporcionando novos e utilíssimos conhecimentos a todos, numa linguagem clara, simples e persuasiva, dirigida mais ao raciocínio do leitor do que às suas próprias crenças e sentimentos religiosos Assim, vazado em linguagem acessível a qualquer curioso das relações entre a Medicina — ciência materialista por excelência — e o espiritualismo, Ciência Espírita é valiosa contribuição científica do estudo do Espiritismo.
Mais do que a clareza com que expõe suas ideias espiritualistas, impressiona o leitor destas páginas do médico brasileiro Pinheiro Guedes sua visão, talvez disséssemos melhor, sua intuição, ao tratar de assunto tão transcendente, em face duma ciência materialista como a Medicina.
À medida que o leitor se vai assenhoreando dos fascinantes conhecimentos sobre a vida fora da matéria, segundo o raciocínio metódico e persuasivo do autor desta obra, desdobra-se aos seus olhos novo panorama, até então desconhecido.
Sua oferenda “aos Mestres, que me ensinaram a conhecer o corpo”, deixa entrever que o autor — há quase cem anos atrás — confiava em que, mais cedo ou mais tarde, esta obra despertaria o interesse de estudiosos ou simples curiosos dos fatos e fenômenos da vida fora da matéria, tão extraordinária em sua fremente palpitação como na silenciosa manifestação dos seres e coisas.
De que ele não se enganava, prova mais esta edição de CIÊNCIA ESPÍRITA, cujos editores merecem congratulações, não só pela divulgação que proporciona dos conhecimentos por ela prodigalizados, como pela justiça que praticam, retirando do olvido páginas tão expressivas.

Jesus Histórico - Por Gilnei Castro Müller

GILNEI CASTRO MÜLLER

EM BUSCA DO:

J E S U S    H I S T Ó R I C O

"O OUTRO LADO DA HISTÓRIA SOBRE A VIDA E A PERSONALIDADE DE JESUS CRISTO"
(A SUA DOUTRINA ESPIRITUALIZADORA)


DEDICATÓRIA

 "AOS ETERNOS BUSCADORES DA VERDADE"


O conteúdo desta obra é dedicado aos meus queridos familiares, aos companheiros de busca e amigos leitores, enfim, a todas as pessoas amigas que tive a felicidade de conhecer e conviver nesta atual trajetória terrena. Esperamos e desejamos ardentemente, que aquelas pessoas lúcidas e sinceras, que já se libertaram das crenças mitológicas e dos dogmas das religiões convencionais, como "eternos buscadores da verdade", encontrem nessa obra o incentivo, o ânimo e a coragem suficientes para continuarmos juntos em frente, em busca do esclarecimento racional sobre tudo que nos cerca, especialmente no que diz respeito à vida espiritual e a razão de ter o Jesus Histórico humano vindo ao planeta Terra na sua última reencarnação em um corpo humano do sexo masculino, tendo até os treze anos de idade habitado junto com seus pais e irmãos na pequena Nazareth, na Galileia, marcando inegavelmente a sua convivência em vida física e espiritual entre os demais seres humanos formadores do seu ambiente familiar e mais tarde com o grupo doutrinário dos primeiros discípulos ou apóstolos que o seguiram durante parte da trajetória terrena. Que possamos prosseguir nesta busca incansável até nos confundirmos com a “Verdade Total” como integrantes da Grande Luz no Plano Espiritual Superior, nos libertando plenamente dos desencontros e sofrimentos do conturbado e denso plano terreno. Gilnei Castro Müller

SUMÁRIO GERAL
Dedicatória
INTRODUÇÃO...
CAPÍTULO 1 - Jesus: seu nascimento, sua infância, seus pais e irmãos...
CAPÍTULO 2 - Onde esteve Jesus dos treze aos trinta anos?...
CAPÍTULO 3 - Jesus e as religiões cristãs...
CAPÍTULO 4 - Jesus e os Evangelhos Bíblicos...
CAPÍTULO 5 - Jesus e os Evangelhos Apócrifos...
CAPITULO 6 - Jesus e a Semana Santa...
CAPÍTULO 7 - Os milagres atribuídos à Jesus...
CAPÍTULO 8 - Parábolas atribuídas à Jesus...
CAPÍTULO 9 - A Crucificação de Jesus...
CAPÍTULO 10 - Quantos e quais foram os primeiros discípulos de Jesus?...
CAPÍTULO 11 - Maria Madalena teria sido mais um dos discípulos de Jesus?
CAPÍTULO 12 - O apóstolo Paulo fundou o Cristianismo ou o Paulinismo?...
CAPÍTULO 13 - Será que existiu um Jesus Histórico?...
CAPÍTULO 14 - Jesus e o Dia de Natal...
CAPÍTULO 15 - Quem são os autênticos cristãos?...
CAPÍTULO 16 - Como agem os verdadeiros cristãos...
CONSIDERAÇÕES FINAIS...
REFERÊNCIAS...
SOBRE O AUTOR...
POESIA ESPECIAL: Jesus de Nazaré...
GLOSSÁRIO: Significado de alguns vocábulos...